Compartilhe

5 poderosas dicas para você vender mais pela internet parte 2 – Vamos falar sobre conteúdo?

convergencia-seo-e-conteudo

No artigo anterior sobre  as  5 Dicas de Marketing Digital para 2018, abordamos de forma geral estas informações, desde então, tivemos muitas perguntas sobre o tema.

Resolvemos então explicar cada item de forma simples e rápida em 5 posts (um por semana) como neste artigo, em que damos mais detalhes sobre Conteúdo Estratégico.

QUER RECEBER MAIS ARTIGOS DE NOSSO BLOG?
ASSINE NOSSA NEWS

Você já parou para pensar por que tantas pessoas falam sobre conteúdo web? A resposta é simples: o conteúdo é a alma da internet atualmente, seja ele educativo, informativo ou apenas para entretenimento.

Apesar do que o nome possa indicar, o conteúdo web não é apenas aquele que é produzido para a internet. Ele se difere em muitos aspectos dos chamados “conteúdos tradicionais”, como a produção jornalística, mesmo quando ela é veiculada na web.

Quer entender melhor o que é conteúdo web e quais são essas diferenças? Então confira a seguir!

O que é conteúdo web?

Chamamos de conteúdo web todo conteúdo que é voltado para atingir resultados na internet. Todo o planejamento e a produção de conteúdo web segue um objetivo final, que deve ser alcançado para que ele seja considerado útil dentro de uma estratégia.

O conteúdo web pode gerar diversos resultados:

  • converter visitantes em leads;
  • oferecer um produto ou serviço;
  • informar, educar, divertir o leitor, entre outros.

Como criar conteúdo web?

Tudo começa no planejamento, que vai definir e guiar toda a produção do conteúdo. Para isso, é preciso ficar atento a perguntas-chave: para quem ele será escrito? O que vai transmitir ao leitor? Como vai fazê-lo? Onde o leitor vai encontrar o conteúdo?

Começaremos pela persona:

1. Persona

A persona é o leitor ideal para quem o produtor de conteúdo pensa cada peça. Ela vai além da ideia de público-alvo, pois personifica o interlocutor do conteúdo, o que facilita a produção.

Como dissemos há pouco, todo conteúdo web tem um objetivo e, para alcançá-lo, é preciso construir uma relação com o leitor ao longo do material. Traçar uma persona torna mais fácil estruturar essa relação, pois o produtor consegue criar conteúdos mais direcionados para alguém que tem as características da persona.

Por exemplo, se a sua persona é um jovem de 25 a 30 anos, a linguagem do conteúdo é uma. Já se você produz para uma faixa etária maior, entre 50 e 60 anos, a situação é totalmente diferente.

Além da idade, outras questões — como gênero, área de atuação, problemas que enfrenta no dia a dia, renda e objetivos de vida — também são muito relevantes e podem transformar totalmente um conteúdo.

2. Formato

Depois de definir os objetivos e a persona do conteúdo, é preciso pensar no melhor formato para a estratégia.

Ao pensar sobre o que é conteúdo web, por vezes falamos apenas de texto. Entretanto, existem outros formatos que podem apresentar melhor as informações e ideias do que um texto escrito:

  • Os infográficos, por exemplo, unem imagem e texto de forma organizada e lúdica. São ótimos para expressar estatísticas e resultados em números, pois ilustrar as informações facilita a compreensão;
  • Já os blog posts e e-books são melhores escolhas para uma persona que gosta e tem tempo para ler e podem trazer conteúdos mais densos, que precisam de mais atenção e dedicação no consumo;
  • Vídeos e podcasts são interessantes pela sensação de mais interação. Além disso, podem ser reproduzidos pelo celular, tornando-os formatos ideais para uma persona com menos tempo livre.

Além do formato, outra definição importante é se o conteúdo será evergreen ou baseado em atualidades.

O termo evergreen se refere a conteúdos que são sempre relevantes, que não se baseiam em acontecimentos recentes. Esse tipo de conteúdo é muito valorizado nas estratégias para web, uma vez que podem ser acessados a qualquer momento sem perder a importância.

Os conteúdos evergreen são a grande aposta das empresas que investem em Marketing de Conteúdo. Na internet sempre há novidades, e se manter relevante em meio a isso é uma habilidade que apenas os melhores conteúdos têm.

Os conteúdos baseados em atualidades também têm seu valor, é claro. Muitos produtores se baseiam em memes e virais da internet e aproveitam o buzz gerado por alguns assuntos para atrair mais audiência e engajamento instantâneo. A escolha vai depender do planejamento e dos objetivos do conteúdo.

3. SEO

É impossível falar sobre o que é conteúdo web sem mencionar o famoso SEO. Trata-se de uma série de práticas para que o conteúdo se posicione bem nos buscadores online, que levam em conta muito mais do que apenas as palavras escritas.

Os esforços de SEO são ótimos balizadores para a experiência do leitor. Pensando neles, o produtor de conteúdo web:

  1. Trabalha bem as palavras-chave no texto;
  2. Melhora a escaneabilidade e facilita a leitura;
  3. Organiza e formata o texto para ser bem visualizado em computadores, smartphones e tablets;
  4. Inclui hiperlinks para incentivar a navegação pelo site e levar mais conteúdo útil para o leitor.

O que diferencia o conteúdo web dos conteúdos tradicionais?

Os conteúdos tradicionais, como os textos jornalísticos, são planejados pensando em outras questões. Para uma notícia sobre um acontecimento do dia, chamada de pauta factual ou “quente” pelos jornalistas, o texto deve responder às seguintes perguntas:

  • O que aconteceu?
  • Onde aconteceu?
  • Quem está envolvido?
  • Como aconteceu?
  • Por que aconteceu?

Assim, a notícia estará completa para o leitor.

Outro tipo de conteúdo jornalístico são as pautas chamadas de “frias” ou não factuais, conteúdos que não necessariamente se referem às notícias recentes. São as reportagens sobre assuntos que interessam ao público o tempo inteiro, um equivalente ao conteúdo evergreen.

Nessas pautas, o jornalista pode se aprofundar mais nas especificidades do tema, ir além das perguntas básicas “quem, quando, onde, como, por quê”.

Apesar disso, os conteúdos tradicionais costumam ser exclusivamente informativos. Em blogs pessoais, por exemplo, encontramos textos estilo diário, contando experiências vividas, ou crônicas e pensamentos íntimos. Não há nenhum objetivo além de tornar públicas aquelas palavras.

Já o conteúdo web, por definição, existe por um motivo específico e é planejado em torno dele. O produtor de conteúdo web não senta em frente ao computador e coloca seus anseios e sonhos no conteúdo; ele escreve pensando nos objetivos da persona, e em como aquele conteúdo pode ajudar a alcançá-los.

Por isso o conteúdo web é tão celebrado pelas empresas. É uma estratégia que se baseia em ajudar seus leitores, que envolve muito trabalho e dedicação do planejamento até a publicação!

QUER RECEBER MAIS ARTIGOS DE NOSSO BLOG?
ASSINE NOSSA NEWS

Compartilhe